julho 30, 2020

Prefeitos do Litoral decidem por gestão compartilhada no sistema de bandeiras

Proposta foi entregue a Famurs e prevê a criação de um comitê técnico e específico em parceria com a UFRGS Campus Litoral

A Associação dos Municípios do Litoral Norte – AMLINORTE realizou na tarde desta quarta-feira, 29, uma videoconferência com os 23 prefeitos da região para debater sobre o processo de cogestão regional do Modelo de Distanciamento Controlado, apresentado na semana passada pelo governador do Estado Eduardo Leite.

Em unanimidade, os prefeitos decidiram que querem participar da gestão do sistema de bandeiras junto ao governo do Estado. Para realizar isso de maneira segura à população da região, a associação solicitou uma parceria com a UFRGS Campus Litoral, com objetivo de formar um comitê técnico e científico.

A proposta prevê que o Comitê de Assessoramento Técnico e Científico possa desenvolver estratégias de análise, que permitam apresentar alternativas sanitárias e protocolos seguros ao Modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado mais próximos da realidade do Litoral Norte.

Conforme o presidente da Amlinorte, prefeito Pierre Emerim da Rosa, de Imbé, a preocupação dos prefeitos com as medidas sanitárias é primordial, porém os municípios precisam oferecer alternativas para evitar um colapso da economia regional. “Se não apresentarmos dados técnicos consistentes não teremos como provar as nossas peculiaridades e estabelecer medidas de controle e distanciamento social adequado a nossa realidade”, defende o presidente.

O prefeito de Capivari do Sul Marco Cardoso diz que é favor da proposta da Amlinorte, pois não concorda com o fechamento total do comércio. “Acredito que podemos manter nosso comércio aberto, atentos às restrições, controlando o fluxo de pessoas e seguindo os protocolos de higiene e segurança”, destacou.  

A diretora geral da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Campus Litoral Norte, Liane Ludwig Loder, se mostrou favorável ao projeto de auxílio técnico ao Litoral Norte, acompanhada de uma equipe de professores e coordenadores do corpo docente.

Um ofício, apresentando a proposta da região, foi entregue à Famurs na quinta-feira, 30 de julho, e ao governo do Estado.

Deixe uma resposta